O assunto é: Geral

27/07/2020 - 15:46

Com avião federal para combate, Forte Coimbra é nova fronteira dos incêndios

[ FOTO: CGNews ] Hércules está sendo utilizado na operação de combate aofogo

O Forte Coimbra, já na região de fronteira entre Brasil e Bolívia no território corumbaense é a nova fronteira do combate aos incêndios no Pantanal, bioma que queima de forma inédita há mais de um mês. Nesta segunda-feira (27) entra em ação Hércules, aeronave da base aérea da FAB (Força Aérea Brasileira) em Campo Grande, que vai despejar água sobre a região em chamas.


Os focos preocupam tanto na proximidade com a área urbana de Corumbá, a 419 km da Capital, e Ladário, que fica ao lado da cidade símbolo do Pantanal, quanto em territórios mais ermos, como a região da Serra do Amolar.


Sargento do Corpo de Bombeiros e comandante do 3º Grupamento em Corumbá, Carlos Alberto afirma que as equipes de combatentes terrestres já contabilizam mais de 50 pessoas..


Monitoramento do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) aponta para 1.322 focos de incêndios florestais no Pantanal na parcial de julho, número recorde para o mês desde o início da série histórica, em 1998. É o que faz com que todo o Estado volte os olhos para a região famosa mundialmente.


Esses combatentes, entre brigadistas do Prevfogo – ligado ao Ibama – e militares do Corpo de Bombeiros, vieram de diferentes regiões para ajudar no combate. Maracaju, Aquidauana, Jardim e Ponta Porã já enviaram reforços e mais ainda estão para chegar.


CAMPO GRANDE NEWS


Fonte: Campo Grande News
TAGs:  •  
Editoria: Geral

Desenvolvido por
ANSIM