02/05/2017 14h26min - Geral
6 anos atrás

Ex-ministro José Dirceu é condenado mais uma vez na Operação Lava Jato

Operação Lava Jato

G1 ► Zé Dirceu mais uma vez é condenado pela Lava Jato

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O ex-ministro José Dirceu foi condenado mais uma vez pela Operação Lava Jato. Outras quatro pessoas também foram condenadas nesta mesma ação penal, entre elas, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, que é irmão do ex-ministro. A pena para José Dirceu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro é de 11 anos e três meses de reclusão em regime fechado. Em maio de 2016, José Dirceu já havia sido condenado na Operação Lava Jato a 20 anos e 10 meses de reclusão. Portanto, somadas, as penas chegam a 31 anos de prisão. A ação penal se originou a partir de 30ª fase da operação, que apurou irregularidades em contrato para o fornecimento de tubos para a Petrobras. "A corrupção com pagamento de propina de mais de dois milhões de reais e tendo por consequência prejuízo equivalente aos cofres públicos merece reprovação especial. O mais perturbador, porém, em relação a José Dirceu de Oliveira e Silva consiste no fato de que praticou o crime inclusive enquanto estava sendo processado e julgado pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 470 [mensalão], havendo registro de recebimento de propina, no presente caso, até pelo menos 23/07/2012", relatou Sérgio Moro em um trecho do despacho. Multa A Justiça fixou em R$ 2.144.227,73 o valor mínimo para indenização da Petrobras. “O que corresponde ao montante recebido em propina e que, incluído como custo dos contratos, foi suportado pela Petrobras”, disse Sérgio Moro. Outro lado A defesa de José Dirceu e de Luiz Eduardo de Oliveira e Silva afirmou, nas alegações finais da ação penal, que o feito deve ser convertido em diligência para que seja deferido o amplo acesso aos depoimentos prestados por todos os colaboradores no curso da Operação Lava Jato. Presos José Dirceu está preso, no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Ele foi detido pela Lava Jato, em agosto de 2015, na deflagração da 17ª etapa da operação, batizada de "Pixuleco". Condenação anterior de José Dirceu Na condenação anterior, o ex-ministro foi considerado culpado pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Na decisão, Sérgio Moro aceitou o pedido da defesa de que a dosimetria estava exagerada e não considerava o atenuante de que José Dirceu já tem mais de 70 anos de idade. O MPF também havia considerado que o juiz deveria revisar a pena aplicada contra ele. O irmão de José Dirceu também já tinha sido condenado na Lava Jato. G1