O assunto é: Polícia

11/11/2019 - 10h07min

Matança sem fim: dois são executados e bebê ferido a tiros na fronteira

[ FOTO: Ponta Porã News ] Mãe com a criança ferida após o tiroteio chocou a fronteira

O banho de sangue teve mais um capítulo na Linha Internacional que divide Mato Grosso do Sul do Paraguai. Por volta de 18h deste domingo (10), dois homens foram executados a tiros e um bebê de aproximadamente um ano de vida foi ferido em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã (MS), a 323 km de Campo Grande. O ataque dos pistoleiros ocorreu no bairro San Pedro.

Os mortos foram identificados como Ricardo Lima Nogueira, 48, e Antonio Rodas Escobar, 32, ambos de nacionalidade paraguaia. A foto de uma mulher segurando a criança ferida nos braços circula em grupos de WhatsApp e chocou moradores da fronteira, mesmo os acostumados com a violência diária.

“Tem hora que dá vontade de ir embora da fronteira, mas ir para onde se a violência está geral?”, questionou um morador. “Que lugar do inferno é esse, nem as crianças são poupadas”, escreveu outro morador.

Há relatos de troca de tiros entre pistoleiros e policiais aos arredores de Pedro Juan Caballero, mas não se sabe ainda se os bandidos são os mesmos do ataque que deixou os dois mortos e o bebê ferido. Segundo fontes da fronteira, houve perseguição e os pistoleiros colocaram fogo no carro e fugiram para o mato.

O número de assassinatos em Pedro Juan e Ponta Porã chega perto dos 150, segundo dados não oficiais. São quase 120 só no lado paraguaio.

CGNews


Fonte: Campo Grande News
TAGs: Matança sem fim Ponta Porã Morte de fronteira Criança ferida a bala
Editoria: Polícia


Desenvolvido por
ANSIM