30/05/2017 09h50min - Geral
6 anos atrás

Ministério Público de MS também vai apurar denúncias de cobrança de propina


G1 ► Ministério Público de Mato Grosso do Sul também vai apurar denúncias de pagamento de propina

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP-MS) também vai apurar as denúncias feitas neste domingo (28) no Fantástico, por donos de um frigorífico e um curtume, que disseram que precisaram pagar propina ao governo do estado para que pudessem manter as indústrias em atividade. Segundo o MP-MS, foi instaurado um “Procedimento Preparatório” na Procuradoria-Geral de Justiça para a “colheita de elementos de prova para a elucidação dos fatos e responsabilização dos eventuais envolvidos”. Na denúncia apresentada no Fantástico, um dos empresários chegou a gravar a entrega de propina. Entre os envolvidos estariam o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o ex-secretário estadual da Casa Civil, Sérgio de Paula, do mesmo partido. Azambuja nega. Sérgio de Paula, que deixou o governo em março após a fusão da Casa Civil com a secretaria estadual de Governo, afirmou que nunca autorizou ninguém a usar o nome dele. Além de investigar a denúncia feita no Fantástico, o MP-MS revela que pediu ao ministro relator da operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, o compartilhamento de informações e o encaminhamento de cópias de documentos apresentados na delação premiada de executivos do grupo JBS que apontam que o governador teria recebido propina para conceder incentivos fiscais à empresa. Azambuja também nega e diz que a relação com a empresa sempre foi institucional. Ele reafirmou ainda que acredita que a citação seja uma retaliação por conta da mudança na política de incentivos ficais do estado. Por conta desta denúncia, a Assembleia Legislativa criou na semana passada, a pedido da bancada do Partido dos Trabalhadores, uma comissão especial para apurar eventual crime de responsabilidade que teria sido praticado pelo governador. G1