02/08/2023 09h24min - Polícia
11 meses atrás

Namorada de pecuarista morto em acidente aéreo será velada em Rondônia

A cerimônia de despedida está marcada para começar às 14h

CGNews ► Suspeita é que ela tenha cometido suicídio

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Campo Grande News


A engenheira civil Ana Paula Pridonik, de 27 anos, que morreu na Santa Casa de Campo Grande, na tarde de ontem (1º), três dias após partida do companheiro, Garon Maia Filho, de 42 anos, que morreu em acidente aéreo, junto com o filho, de 11 anos, vai ser velada e sepultada no município de Colorado do Oeste, Rondônia.

A cerimônia de despedida está marcada para começar às 14h na Capela Mortuária da cidade. “Importante informar que o velório e o sepultamento serão reservados aos familiares e amigos. Não será aberto ao público”, postou uma conhecida da família nas redes sociais.

Na internet, amigos e conhecidos publicaram mensagens lamentando a morte de Ana Paula. “Como eu queria estar do seu lado o tempo todo e te proteger de tudo isso. Queria que tudo isso fosse mentira e que você estivesse feliz como era”, destacou uma amiga. "Virou um anjo...descanse em paz!", escreveu outra conhecida. Ana Paula vivia em Vilhena (RO), mas era de Colorado do Oeste.

Tragédia - A engenheira civil foi socorrida no começo da tarde, com um tiro na cabeça, horas após os sepultamentos de pai e filho, no Cemitério Parque das Primaveras, em Campo Grande. Ela estava na casa do casal, em um condomínio no Bairro Antônio Vendas, na Capital. Ana Paula era a atual companheira de Garon, madrasta da criança. O pecuarista e piloto de aviões morreu em acidente no fim da tarde de sábado, dia 29 de julho. Ele estava com o filho na aeronave.

Ana Paula chegou a casa acompanhada de familiares e foi para o quarto, quando foi possível ouvir um disparo, confirmou o delegado Felipe Paiva, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada). A arma usada, uma pistola, estava registrada em nome de Garon.

Acidente aéreo - O avião Beechcraft Baron G58 decolou do aeroporto de Vilhena (Rondônia), por volta de 17h50 de sábado (dia 29), e desapareceu do radar minutos depois. Na manhã de domingo (30), militares adentraram a pé na área de mata fechada e encontraram os destroços do monomotor e os corpos de pai e filho. A área do acidente fica na divisa entre Vilhena (RO) e Comodoro, em Mato Grosso. 

 CAMPO GRANDE NEWS